A Vila de Loriga

loriga_iconeAs suas raízes remontam à muitos séculos atrás. Se nós estudarmos a origem da sua palavra está relacionada com a saia de malha, feita de correias e couros usada pelos guerreiros medievais. Vista do miradoiro da Senhora da Guia ou do da Penha d’ Águia Loriga oferece uma paisagem muito bonita em que se vislumbra uma vila tipicamente beirã.
Loriga teve ocupação romana a comprovar isso temos a Calçada e a Ponte que esta civilização ali construiu e que ainda hoje existem.
A sua Igreja Paroquial tem na sua fachada a inscrição de 1233. Sabemos hoje que esta pedra não pertence à actual Igreja tendo ali sido colocada aquando do restauro pós 1755.

Possui cinco capelas, uma dedicada ao Santo António; N.Sª. do Carmo (esta data de 1900); São Sebastião; N.Sª Auxiliadora (data de 1893) e por último a capela de N.Sª. da Guia (data de 1921).
Loriga caracteriza-se também pelos seus Cruzeiros (o da Carreira datado de 1820 e o da Independência de 1940) e pelos seus Fontanários (das Almas; do Adro da Igreja; da Rua Viriato e o da Rua do porto).
player
Clique aqui e veja o video sobre Loriga da autoria de Luis Carneiro


Informações